domingo, 1 de janeiro de 2012

"O mesmo charlatão"




Hora de trocar a agenda
Olhos brilhando com esperanças e medos
Todos com anseios e segredos prontos para mais um
Doce frio na barriga cerca os insanos apavorados a procura do rumo

Que mágica rodeia esse universo, reflexões pairam ali e todos a dançar
Dança longínqua que pula de tom em tom, dom em dom e faz de cada ano um garçom
Pronto a servir, traga para mim assim, o que eu pedir

O mesmo charlatão explicito, dito
Tudo aquilo a desejar e no fundo todos têm duvidas a manifestar
Lúdico, engraçado, a felicidade incerta os cerca

Assim se vai, esplêndidos fogos a mostrar a explosão no ar
Explosão de incógnitas, de alegria e vitória
Ensejo e vontade, amor e humildade
Ventos bons, alma lavada e a chuva da virada
Caminho a frente e um sorriso bem pertinente!

Um comentário:

  1. linda ti amo muito amei sua poesia...sua admiradora e irmã Jaqueline

    ResponderExcluir